sexta-feira, 17 de junho de 2016

Participação do COA Vales em eventos alusivos ao Dia do Meio Ambiente

          O Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado anualmente no dia 5 de junho, foi estabelecido pela Assembleia Geral das Nações Unidas durante a conferência de Estocolmo. Em inúmeros locais, mundo afora, acontecem comemorações e também atividades voltadas para o Meio Ambiente. Esses eventos e atividades possuem o intuito de nos fazer pensar sobre a situação atual e de como desejamos que ele esteja no futuro.
           O COA Vales participou de atividades na Semana do Meio Ambiente com atividades em Lajeado e também das atividades da Escola Municipal Princesa Isabel em Rui Barbosa – Arroio do Meio. A participação do COA foi com a exposição fotográfica itinerante nos dois locais, sendo que em Arroio do Meio também houve palestras e rodas de conversa.
          Na cidade de Lajeado foi realizado um varal com as fotografias e também um bate papo com as pessoas interessadas.Os integrantes do COA que participaram em Lajeado foram o Cleberton e o Felipe.
Figura 1: Crianças verificando as imagens no varal fotográfico.
           Nossa participação ocorreu somente durante o período da manhã, visto que durante a tarde os integrantes possuíam compromisso. Houve a visitação de inúmeras turmas de escolas neste período, tanto das séries iniciais quanto séries do ensino médio. Podemos perceber a diferença no interesse destes e também a admiração dos baixinhos pelas cores das aves. Também podemos perceber que o binóculo não é um artigo comum na vida da criançada, e que esse instrumento desperta a curiosidade de muitas delas.
Figura 2: Troca de conhecimento entre os pequenos e os não tão pequenos assim.
          Nas conversas com as pessoas que se interessavam, também podemos perceber que muitos conhecem várias espécies e que os nomes populares geram uma enorme confusão (hehehehe). Houve um fato inusitado durante a manhã, presenciamos um assassinato durante a exposição. É meus amigos, não está seguro para ninguém. Estávamos eu e o Felipe conversando e de repente, zas, foi-se um pardaleco (Passer domesticus) capturado pelas garras de um carijó (Rupornis magnirostris). Houve uma algazarra na árvore em que se encontrava o fulano capturado, mas que logo a vida voltou ao normal. Quando comentávamos o incidente acontecido a segundos atrás, a curiosidade aumentava nos olhos das crianças.
         
Figura 3: Gurizada se divertindo com os passarinhos no varal. Foto: Cleberton
            Nas atividades na Escola Municipal Princesa Isabel em Rui Barbosa – Arroio do Meio, os integrantes do COA que participaram foram o Astor José Gabriel e Karin Regina Gabriel. Realizou-se a exposição das fotografias de aves durante a semana de 06 a 10 de junho e também atividades diversas durante toda a sexta feira dia 10. Durante este dia, o Astor explanou sobre as atividades e objetivos do COA, sobre a utilização do material usados para realizar as atividades de campo, houve mostra de vídeos explicativos sobre aves enfatizando a importância das mesmas no ambiente e a importância da prática de observação. A Karin abortou assuntos relativos a Medicina Veterinária de animais selvagens.
Figura 4: Astor fazendo explanação sobre as fotografias da exposição itinerante. Foto: Karin Gabriel
Figura 5: Exposição montada na área do refeitório da escola. Foto: Karin Gabriel.
          As atividades envolveram os 266 alunos da escola, sendo que na parte da manhã em duas oportunidades, primeiramente com alunos do Pré escolar e 1º, 2º e 3º ano, após os do 7º, 8º e 9º ano e na parte da tarde com os do 4º, 5º e 6º ano. 
Figura 6: Alunos do pré escolar interagindo.
Figura 7: Karin comentando sobre assuntos relacionados a medicina Veterinária de animais selvagens para alunos do 7°, 8° e 9°.
           Esse tipo de atividade nos revela o quão curiosos são os pequenos. Foram momentos de interação onde pudemos mostrar a importância do cuidado com o ambiente em nossa volta e da importância das aves neste meio, além de divulgar a atividade de observação de aves.

          Como diria um pensador (que me fugiu o nome agora) " o que me preocupa não é o grito dos maus, mas o silêncio dos bons"
           Em época de incerteza, façamos nossa parte. Em época que fazer certo é exceção, façamos nossa parte. Em época de maus exemplos escancarados aos olhos de todos, façamos nossa parte na divulgação dos bons exemplos. Em época que todos assistem futebol, vamos pro mato fazer nossa parte de bom grado, hehehehe.
           Até a próxima




2 comentários: